Gouinage: entenda melhor como funciona o sexo sem penetração

O que é gouinage?

Algum dia você já fez sexo sem penetração? Ou já ouviu falar sobre isso? Pois é, essa prática existe e se chama gouinage.  Para quem não conhece, se trata do alcance do prazer sem qualquer tipo de penetração. Isso quer dizer que, para ter prazer, você vai precisar estimular diversas áreas do corpo.

Mas não se engane, a técnica é diferente de uma preliminar, que é mais voltada para a excitação, um aquecimento pré-sexo. O gouinage é o ato sexual que foca em sentir prazer e explorar os sentidos das zonas erógenas por  meio do tato, olfato, paladar ou fluidos genitais, por exemplo. Vale ressaltar que, mesmo sem qualquer tipo de penetração, é possível sim gozar, principalmente se você usar este método.

Como funciona o gouinage?

Estimulando e explorando as regiões do corpo! Essa é a melhor forma de explicar como funciona o gouinage. Não existe um manual de regras que você deve seguir, vale de tudo. A parte mais complexa é entender o que, ou qual o ato, que faz o seu prazer ser estimulado.

Se você não faz ideia de como funciona o gouinage ou de como praticar, pode começar com um pouco de troca de carinho, explorar toques ou sabores. Além dessas dicas acima, existem as posições. Veja abaixo uma lista com algumas delas:

–       Pouso Relaxado

Essa posição é conhecida pela fricção dos corpos e nela uma das pessoas deve ficar deitada com a barriga para cima e as pernas esticadas, enquanto a outra se deita sobre ela com as pernas também esticadas.

–       Pouso Forçado

Dentro do gouinage, o pouso forçado acontece quando uma pessoa fica deitada de barriga para baixo, enquanto a outra vem por cima. 

–       Desabrochar da orquídea

Essa é para quem quer chegar ao orgasmo a partir de outros estímulos, já o seu principal ato é o sexo oral.  Nela, uma das pessoas fica deitada de barriga para cima, com as pernas flexionadas e abertas, abrindo caminho para a boca do parceiro.  Desta forma, a pessoa ainda pode fazer carícias na barriga e seios usando as mãos.

Quais os benefícios do gouinage?

De acordo com a influenciadora e idealizadora do projeto Mulheres Bem Resolvidas, Cátia Damasceno, o gouinage pode trazer inúmeros benefícios, como o autoconhecimento, por exemplo. Isso acontece porque essa técnica trabalha o prazer através de estímulos e você só alcançará este estágio se conhecer a si mesmo!

Só isso? Não tem mais nada? Claro que tem! Confira abaixo mais alguns dos benefícios que o gouinage pode trazer:

Deixar a relação mais interessante

Que casal não deseja apimentar a relação, não é mesmo? Com o gouinage você consegue fazer isso até através de brincadeiras e sem ser um expert na prática. Faça alguma coisa como estabelecer uma meta ou marque um dia para ter a relação. Enquanto a data não chega, vá fazendo pequenas provocações, dizendo o que irá fazer. Isso vai fazer toda a diferença quando chegar o momento.

Explorar outros meios de prazer

Descobrir o que você curte e os estímulos do seu corpo são a essência do sexo! Não importa o tipo, é fundamental que você saiba do que gosta e do que não gosta. E para que o gouinage seja uma explosão de prazer, é essencial descobrir seus outros meios de prazer. Aposte suas fichas nas carícias, toques e texturas. Esses detalhes farão toda a diferença para construir o seu clímax!

Conclusão: Sintonia com o parceiro e com você

Muito além da prática sexual, o gouinage ajuda a ter mais sintonia com seu parceiro e  com você mesma, aprofundar a relação é conhecer e entender os gostos da pessoa que está se relacionando. Aproveite esse momento para ter um pouco de romance, para conversarem sobre o que gostam e o que não gostam. Sinceridade e confiança é base para qualquer relação!

E, acima de tudo, aproveite o momento. Até porque o gouinage pode durar horas, o que é melhor ainda se você estiver usando os produtos sensuais da Feitiços. Agora que você já conheceu um pouco da prática sexual gouinage, conte para nós o que você achou e se podemos ajudar com alguma dúvida.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *