É possível ser mãe e bem-sucedida no trabalho?

Mercado de trabalho X Ser mãe

Desde que a mulher começou a se introduzir no mercado de trabalho, por volta de 1914, em meio a Segunda Guerra Mundial. Ser mãe e ter uma carreira bem-sucedida se tornou um grande conflito interno e, às vezes, até externo. Apesar disso, é possível ser mãe e uma mulher bem-sucedida profissionalmente. Aliás, é possível ser qualquer coisa, desde que esse seja o desejo pessoal de cada um.

É claro que não é nada fácil, já que o seu tempo deve ser muito bem separado para dar conta de tudo, especialmente se você for uma mãe solo ou não tem ajuda do (a) seu/sua companheiro (a).

Ter filhos não é como brincar de bonecas, exige dedicação, cuidado, afeto e atenção. Justamente por isso, algumas mulheres acabam deixando sua carreira de lado. Não há nada de errado com isso se for o que realmente deseja, porém, é necessário tomar consciência de que a responsabilidade sobre estas duas coisas pode sobrecarregar, mas também é possível lidar com elas.

Como posso ser uma mãe presente e bem-sucedida?

Atualmente, uma das preocupações das mulheres que são mães é estar mais ativa na vida dos filhos. Esse é um assunto em pauta e que tira o sono de muitas trabalhadoras. Inclusive, dados da Revista Crescer indicam que 62% das mulheres, se pudessem, largariam seus empregos para ter mais tempo com a família.

Infelizmente, com o custo de vida no Brasil, isso fica difícil, mas não quer dizer que você deva se culpar por perder algumas peças escolares ou não ajudar seu filho na lição de casa.

Veja abaixo, pequenas ações que podem ajudar a equilibrar a maternidade e a vida profissional:

1.    Pare de exigir demais de você mesma!

Certamente quem trabalha e tem filhos já se perguntou se está sendo uma boa mãe por passar tantas horas fora de casa. Calma! Você está fazendo o melhor que consegue. Não exija demais de você mesma, siga da forma que conseguir. Para evitar toda essa pressão, reconheça que você não tem superpoderes e irá falhar de vez em quando. Tire esse peso de você!

Uma coisa interessante de se fazer para driblar este tipo de pensamento, é enxergar a sua casa e seus filhos como pilares de tranquilidade. Mesmo que seja por poucas horas, curta momentos com eles e esqueça a sua rotina de trabalho e se for possível não leve nada do trabalho para fazer em casa, isso ajudará na sua relação com seus filhos e com a sua própria casa.
            E também vale a máxima que quantidade não é o mesmo que qualidade. Faça com que cada momento com os pimpolhos seja muito especial!

2.    Saia para se divertir e cuidar de você!

Toda a mãe precisa de um tempo consigo mesma para recarregar as energias e fazer algo que gosta. Saia para se divertir, sem pensar nas crianças ou no relatório que precisa entregar na próxima semana.

Quando você descansa e cuida de si mesma, consegue ter mais ânimo para outras atividades. Não deixe de se amar! Este é o segredo para dar conta de todas as atividades. Se você não estiver bem, como irá cuidar de tudo? Tire um tempo para meditar, cuidar da pele ou para beber aquele drink com as amigas pelo menos uma vez na semana, ou assim que aparecer uma oportunidade.

3. Tire um tempo para curtir sua família!

Assim como ter um tempo para si, é importante, um tempo com a família também é necessário, afinal de contas eles sentem a sua falta. Quantas vezes seu filho não ligou para você dizendo que se machucou e você sentiu vontade de ir correndo socorrê-lo, mas não pode?

Infelizmente não é possível voltar no tempo, mas os momentos em família podem ajudar a explicar os motivos que você não pôde largar tudo quando recebeu a ligação. E, principalmente, para dar toda a atenção que você não conseguiu durante a semana. A rotina é complicada, então aproveite para dar carinho aos seus filhos.

Mesmo que você seja ocupada, que trabalha de dia e estuda à noite, tente construir essas recordações com os seus filhos, para que eles lembrem a mãe dedicada que tiveram!

4.    Divida as tarefas!

Se você é uma mãe que vive com um companheiro (a), faça a divisão das tarefas, seja as coisas mais simples até as mais complexas, isso ajudará que nenhum dos dois sinta-se sobrecarregado. Para algumas mulheres, uma realidade desse tipo está a quilômetros de distância, seja por ter um parceiro (a) que não assume este papel ou por ser uma mãe solo.

Alguns especialistas, afirma que, em casos de uma mãe solo, é interessante ter uma conversa aberta e clara com os filhos explicando os motivos da ausência do parceiro (a). Infelizmente, não existe uma fórmula certa de como manter em equilíbrio estas duas questões, mas tente ter uma comunicação sincera. Além disso, se for preciso, procure por atividades durante o dia para os filhos, estando seguros e fazendo coisas que gostam estarão menos sozinhos.

E para você que quer presentear a sua mãe, ou até mesmo a mãe que queira se dar um presente, a Feitiços preparou um Kit ternura para que no Dia das Mães, essas mulheres tenham o cuidado que elas merecem. Clique aqui.

Preconceitos com as mães no mercado de trabalho

Não é novidade para ninguém que as mulheres sofrem preconceito no mercado de trabalho, mas, quando se trata de uma mãe, a situação fica ainda mais complicada. Uma pesquisa da MindMiners (empresa focada em pesquisas digitais) com mais de 500 mulheres, indicou que 30% sofreram preconceito por conta da gravidez no ambiente de trabalho.

Situações de preconceito, podem ocorrer na própria entrevista de trabalho, por exemplo, quando uma mulher que é mãe é questionada como ela vai conseguir administrar o trabalho com os cuidados com o filho é considerado uma discriminação em relação às responsabilidades familiar e pode ser denunciada na Comissão de Igualdade de Oportunidades de Trabalho.

Não é fácil, mas é possível ser uma ótima mãe e bem-sucedida no trabalho. É preciso pensar em algumas alternativas, divisão do tempo e até mesmo cuidar um pouco de si. Uma mãe sempre vai ser uma heroína sem superpoderes. Se você já passou por alguma situação difícil, conte para nós, como superou as barreiras que teve que enfrentar.

Feliz Dia das Mães!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *