Assexualidade – Saiba mais sobre esse assunto que está tão em alta no momento

O que é assexualidade?

A assexualidade é um termo usado para nomear as pessoas que não sentem vontade, atração ou desejo sexual por outra pessoa. Isso quer dizer que, para uma pessoa assexual, fazer sexo, independente do gênero, não é uma vontade ou necessidade, já que não sente nenhum tipo de afinidade com isso. 

Ainda há muita discussão sobre esse tema e alguns especialistas consideram como uma nova orientação sexual, enquanto outros dizem o oposto: que é a falta de uma. Mesmo que ainda não tenha um veredito final, a assexualidade é algo comum e para ter uma ideia, cerca  de 7,7% das mulheres brasileiras e 2,5% dos homens, entre 18 e 80 anos, se identificam como assexuais.

Esses dados são de um estudo de 2018, do Programa de Estudos da Sexualidade do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (ProSex-IPq). Ser uma pessoa assexual não tem nada de anormal e não se trata de uma distúrbio sexual ou algo do tipo. É tudo uma questão de gosto. Não é preciso ter uma vida sexual ativa se isso não for confortável para você.

Assexualidade é um tipo de trauma?

Não, a assexualidade não é um tipo de trauma ou uma doença. Não fazer sexo ou não sentir vontade de ter uma relação sexual, não significa que uma pessoa passou por algum tipo de problema.

Pode ter casos que uma pessoa se tornou assexual por conta de algum abuso ou trauma, e isso deve sempre ser tratado e discutido com um profissional. Mas, independente se você sofreu com alguma coisa, não precisa se sentir mal por não ter necessidade sexual, é o seu gosto, a sua vontade, o seu conforto e não há nada de estranho nisso. Se você se identifica assim, permaneça dessa forma e não faça nada forçado.

Tem diferença entre assexualidade e a falta de desejo sexual?

Sim, tem muita diferença! Para começo de conversa, a falta de desejo sexual ou de ter contato íntimo com alguém, é caracterizada pelo transtorno do desejo sexual hipoativo. Esse tipo de condição pode ser tratado por terapia e há casos em que as pessoas voltam a ter apetite sexual e reativam sua vida erótica. 

Já a assexualidade não é nenhum tipo de doença ou transtorno, se trata apenas de não ter nenhuma vontade ou necessidade de praticar sexo. A grande diferença entre os dois é que um é uma doença e o outro é a falta de atração sexual.

Uma pessoa assexual pode namorar?

Claro que pode! Uma pessoa assexual não gosta, ou gosta pouco de sexo, é diferente de amar ou de estar em um relacionamento. Amor e sexo andam juntos sim, mas não são a mesma coisa e um não precisa do outro para existir.

A Feitiços Aromáticos, respeita toda forma de sexualidade, existem muitos mitos e tabus sobre a assexualidade, um deles é sobre o beijo, pessoas assexuais se beijam sim! E podem deixar o beijo ainda mais divertido com a linha de géis beijáveis clique aqui  para conhecer.

Dentro do meio assexual ainda existem algumas nomenclaturas que podem ajudar a entender melhor este universo:

Homorromântico: pessoas que sentem atração romântica por indivíduos do mesmo sexo.

Demmissexual: descreve pessoas que sentem atração sexual somente com um vínculo emocional forte.

Graysexual: pessoas que raramente sentem atração sexual.

Vale ressaltar que as pessoas que não sentem vontade de fazer sexo, mas que praticam de vez em quando, também podem se encaixar como assexual. É preciso tomar cuidado na hora de referir-se a este grupo, muitos acreditam que o termo assexuado é correto, porém, é usado na biologia para os organismos que se auto-reproduzem.

Se você estiver tentando entender o que está acontecendo e precisa de auxílio, procure um terapeuta sexual, esses profissionais poderão te ajudar a entender melhor sua sexualidade, para jamais ter medo de quem você é.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *