4 dicas de como ser tornar um bom freelancer

Você sabia que sendo freelancer é possível superar a crise atual? Sem dúvida nenhuma 2020, está sendo marcado por uma enorme crise de saúde mundial e inevitavelmente financeira.  Graças a este presente de grego, a busca de como se tornar um bom freelancer tem se tornado cada vez maior, em especial por aqueles que perderam seus empregos.

O que é freelancer?

A palavra freelancer é um termo em inglês que faz referência ao profissional liberal que presta serviços de forma autônoma para empresas e pessoas, principalmente por meio digital, pois é um lugar que possui muitas opções para essa modelo de trabalho, e pode ser uma ótima saída para o seu sufoco financeiro.

Antes da pandemia era um trabalho popular?

Muito antes da pandemia, já havia uma parcela de pessoas que estavam optando por esse modelo de trabalho para ter mais tempo livre e horários flexíveis. Uma prova disso é o estudo feito em 2016, pela Workana, plataforma voltada para freelancers com atuação em toda a América Latina.

Nele, a empresa aponta que o crescimento de profissionais desse tipo cresceu 181% apenas no Brasil. Não tem como negar que seja um número expressivo e a tendência é que aumente cada vez mais.

E se você faz parte dessa métrica ou deseja fazer parte dela, não pode deixar de conferir as nossas dicas de como ser um bom freelancer.

Mostre que você é a diferença

Para ser um bom freelancer você vai precisar se destacar no mercado e mostrar que sabe trabalhar bem. Separe algumas horas do dia, tenha uma rotina e veja como isso fará toda a diferença nas suas entregas.

Além disso, é claro, veja abaixo as dicas que a Feitiços separou para fazer de você um bom freelancer:

1.    Seja organizado!

Para começar a ser um bom freelancer você vai precisar de organização, principalmente se você pegar alguns trabalhos grandes ou de vários clientes. Quando não se tem uma pessoa para controlar as demandas ou horários, fica um pouco mais difícil manter foco e a pontualidade, por isso, ser organizado é tão importante.

É claro que isso também vai depender de outro fator: responsabilidade! Se você combinou uma data ou um horário para enviar o job, cumpra esse trato!

Não deixe para depois e, se caso for atrasar, avise o seu cliente com antecedência. Administre bem o seu tempo para que problemas de atraso ou esquecimento não aconteçam.

E lembre-se: A forma como você trabalha é a sua marca. Você contrataria alguém que confunde prazos ou que não entrega algo de qualidade?

2.    Mantenha uma rotina!

Por mais que algumas pessoas não gostem, manter uma rotina é o que deixa um bom freelancer conectado ao seu trabalho. Estabelecer tarefas ou tempo de jornada de trabalho farão com que você tenha um foco maior na entrega.

Essa dica serve tanto para quem trabalha apenas como freelancer, quanto para quem também tem um emprego fixo. Além disso, é importante que você tenha um local para fazer seus projetos. Não trabalhe o dia todo na cama ou no sofá.

Arranje um pequeno espaço, coloque uma mesa, mesmo que seja improvisada, e faça desse local o seu espaço de trabalho.

3.    Cobre um preço justo!

Ser um bom freela também pode depender do quanto você cobra. Fale com outros profissionais ou pesquise em sites a média de preço dos trabalhos. Isso irá ajudar a não cobrar um preço fora de mercado, que seja muito alto ou muito baixo.  E se você já tem conhecimento sobre o orçamento, pode usar algumas estratégias para pedir o valor que deseja.

Uma delas é cobrar a mais do seu cliente, cerca de 10% ou 15%. Mas por que isso? Porque é muito comum haver negociação, já que ambas as partes têm um orçamento e desse modo seu trabalho não acaba saindo muito barato. Se você tem tido alguns problemas para calcular o custo do seu trabalho, use essas dicas. Elas realmente irão ajudar!

4.    Procure sites de freelancers

O mundo não vai saber que você é um freelancer se você não se cadastrar em alguns sites que procuram por esse tipo de profissional. Hoje, existem milhares de portais que trabalham apenas com vagas e trabalhos voltados para isso.

Se você está iniciando a carreira como freelancer ou quer mais alguns jobs, faça um cadastro nas plataformas. Veja neste link uma lista das melhores plataformas para trabalhos freelas

Além disso, é interessante postar em outras mídias, como Instagram e, especialmente, LinkedIn, que é focado em vagas de emprego. Em ambos você pode divulgar o seu trabalho, mostrar suas habilidades e assim, captar alguns clientes. E não esqueça do Facebook! Já existem diversos grupos voltados para freelancers que podem ajudar a conseguir bons projetos.

Quais as vantagens e desvantagens de ser um freelancer?

Agora que você já sabe como ser um bom freelancer, está na hora de entender quais são as vantagens e desvantagens desse modelo de trabalho. É importante que você analise bem o contexto e veja se é a melhor alternativa para você. Não são todas as pessoas que conseguem trabalhar como freelancer, justamente por não haver colegas ou chefes.

Sem contar que você terá que mexer com uma parte burocrática. Ou seja, se você pegar um job para uma agência, por exemplo, terá que emitir uma Nota Fiscal para empresa, para que ela comprove, de forma fiscal, que houve uma prestação de serviço.

Para que haja essa emissão, você vai precisar ser uma pessoa jurídica, abrir um CNPJ, podendo optar pelo regime MEI, que é o mais simples, barato e pode ser feito pela internet.

A parte burocrática e fiscal você conheceu agora, então chegou o momento de saber mais sobre os pontos positivos e negativos. Confira a tabela abaixo:

Vantagens de ser um freelancer Desvantagens de ser um freelancer
Flexibilidade de horários e a autonomia;   Instabilidade financeira;
Escolha do valor do salário; Sem direitos trabalhistas (CLT, férias remuneradas, FGTS ou 13º salário);
Tempo de trabalho; Falta de integração com colegas de trabalho.
Escolha de tarefas.    

Conclusão:

Agora você já conhece os pontos principais de como ser um bom freelancer, e viu que sendo organizado e disciplinado pode ajudar na sua renda ou ser a sua renda do mês. Está pronto para começar? Com a Feitiços, você também pode trabalhar para você revendendo nossos produtos. Clique aqui, para saber mais informações. E leia também as dicas financeiras que a nossa CEO – Raquel Cruz conta neste texto.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *