O QUE APRENDER COM AS MULHERES EMPREENDEDORAS QUE SÃO DESTAQUES EM 2019

O ano que antecede a virada da década foi um período de mudanças e de muitas mulheres em posições importantes na busca de seus direitos, isso é possível pela percepção atual das mulheres sobre decisões sendo impostas à elas por homens, desde o legislativo, judiciário e até mesmo no dia a dia. Com isso, as buscas e a adoção ao feminismo acabou fazendo mulheres do mundo todo colocarem em prática ações para reduzir essas desigualdades.

Uma das consequências de todo esse processo de empoderamento foi o crescimento das mulheres no meio empreendedor. Para falar melhor disso, nós separamos algumas personalidades que se destacaram neste ano. Elas fazem parte de uma lista da BBC que classifica por ordem alfabética as mulheres de maior influência e relevância para o cenário mundial em diferentes aspectos.

Então confira abaixo essas incríveis personalidades:

Ayah Bdeir

Resultado de imagem para Ayah Bdeir

A empresária libanesa Ayah Bdeir é proprietária de uma empresa que produz pequenas peças eletrônicas magnéticas apelidadas de blocos de construção do século XXI. Esses dispositivos são comercializados em kits que prometem que qualquer pessoa construa seus próprios dispositivos eletrônicos.  Atualmente, as escolas americanas têm utilizado as peças durante as aulas de robótica.

Em 2019, buscando reduzir a desigualdade de gênero nos campos científico, tecnológico e nas engenharias, Ayah criou uma iniciativa, de cerca de US$ 4 milhões que já beneficiou mais de 10 mil crianças.

Benedicte Mundele

Resultado de imagem para Benedicte Mundele

Observando a pobreza e a exportação de produtos produzidos na República do Congo, Benedicte Mundele, de 24 anos, criou a Surprise Tropical, uma lancheria que oferece opções saudáveis nas regiões periféricas de Kinshasa. Nos últimos tempos, o mercado online de alimentação saudável se tornou um sucesso e tem se expandido com força no restante do país.

E o que aprendemos de possitivo com Benedicte? Que grandes soluções estão em ideias simples, mas é importante lutar como uma garota.

Djamila Ribeiro

Resultado de imagem para Djamila Ribeiro

Claro que não poderia faltar uma brasileira nessa lista, Djamila é filósofa, feminista, ativista e escritora e em seus livros e palestras sempre busca apresentar questões relacionadas as minorias e mostrar os preconceitos enraizados na sociedade. Seu livro “Quem tem medo do feminismo negro?” foi a forma de falar sobre os direitos das mulheres, sobretudo as mulheres negras com amplitude.

Além disso, Djamila é criadora do selo digital Sueli Carneiro, com o qual publica e distribui livros com escritoras mulheres, negras, indígenas e LGBTQIA+ por preços acessíveis.

Fei-Fei Li

Resultado de imagem para Fei-Fei Li

A chinesa que aos 16 anos partiu rumo aos EUA em busca de melhores oportunidades de estudos, chegou a ser vice presidente da Google. Atualmente é co-diretora do Instituto de Inteligência Artificial Centrada em Humanos da Universidade de Stanford.

Além de buscar desenvolver uma AI (Inteligência Artificial) mais ética, Fei-Fei também é co-diretora da AI4ALL, que atua recrutando minorias para atuarem em pesquisas de inteligência artificial.

Gada Kadoda

Resultado de imagem para Gada Kadoda

Gada é uma engenheira sudanesa que atua levando energia solar para as vilas sem eletricidade e ensina mulheres a atuarem como engenheiras para a comunidade. A partir desse trabalho, Gada foi nomeada pela UNICEF, a movimentadora do projeto do primeiro laboratório colaborativo e de inovação do Sudão. A iniciativa tem permitido que a população crie projetos para resolução de problemas locais para que conheçam e trabalhem com acadêmicos de dentro e fora do país.

Katie Bouman

Resultado de imagem para Katie Bouman

Katie Bouman é uma cientista americana que liderou a equipe de produção do algoritmo responsável por fotografar pela primeira vez na história, um buraco negro. No início do projeto, Katie era apenas uma estudante do ensino superior e agora é professora assistente das disciplinas de matemática e ciências da computação no CalTech – Instituto de Tecnologia da Califórnia.

MiMi Aung

Resultado de imagem para MiMi Aung

MiMi Aung é gerente de projetos do Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa. Atualmente é a pessoa responsável por projetar uma aeronave capaz de voar em Marte. A previsão é que o projeto esteja finalizado e realize seu primeiro vôo no planeta vermelho ainda em 2021. Aos 16 anos, MiMi viajou sozinha de Mianmar (país asiático de fronteira com a Tailândia) para os Estados Unidos em busca de um ensino de qualidade e maiores oportunidades, e ter alcançado uma posição tão importante a colocou nesta lista.

Rana el Kaliouby

Resultado de imagem para Rana el Kaliouby

Nascida do Egito e pioneira em Inteligência Emocional Artificial, Rana criou um programa capaz de por meio de uma câmera, analisar e reconhecer emoções por meio de expressões faciais. A previsão é que a tecnologia seja usada em carros para prevenir acidentes causados por motoristas com sinais físicos de cansaço e sono. Além disso, Rana é doutora pela Universidade de Cambridge, pós-doutora pelo MIT – Instituto de Tecnologia de Massachusetts e líder do Fórum Econômico Mundial, onde defende a igualdade de gênero no ramo tecnológico.

Essas mulheres quebram barreiras e mostram que, mesmo em meio a adversidades, é possível fazer um trabalho relevante para o mundo contribuindo para a sua comunidade. Hoje, é preciso lutar como uma garota e provar, incansavelmente, que ser mulher não é ser inferior a nada. As conquistas estão só no começo!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *